Sites Grátis no Comunidades.net

Rating: 2.2/5 (32 votos)




ONLINE
1





 


Declaração de Fé
Declaração de Fé

Cremos ser


A BÍBLIA - A plena e divina inspiração das Sagradas Escrituras canônicas (os 66 livros), sua infalibilidade, sua única e final autoridade em assuntos de fé e prática. (2 Pe 1.19-21 ; 2 Tm 3:16-17)

DEUS - Há um só Deus vivo e verdadeiro, eterno, de infinito poder e sabedoria, criador e conservador de todas as coisas visíveis e invisíveis, e, na unidade de Sua divindade, há três pessoas de uma só substância, de existência eterna, igual em santidade, justiça, sabedoria, poder e dignidade: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. (Mc 12:29 Jo 17:3 Rm 16;27

O HOMEM - A criação do homem à imagem e semelhança de Deus, com um espírito imortal; a queda de toda a humanidade em Adão, sua conseqüente depravação moral e sua necessidade de regeneração.
(Gn 1:26-27,3 Rm 3:23; 5;12)

JESUS - A divindade do Senhor Jesus Cristo, o Unigênito Filho de Deus e único mediador entre Deus e os homens; Sua eterna preexistência; Seu nascimento virginal, através do qual tomou a natureza humana, reunindo, assim, duas naturezas inteiras e perfeitas: a divina e a humana. Sua vida sem pecado; Sua ressurreição corpórea, ascensão glorificação e intercessão pelos salvos. (Jo 3:16 I Jo 4:9 1Tm 2:5).

A SALVAÇÃO - Todo homem pode ser salvo de seus pecados e justificado diante de Deus pelo favor divino revelado na Sua graça, por intermédio da fé nAquele que tomou sobre Si a nossa condenação e a levou para o Calvário Jesus Cristo (Rm 9:9-10 Ef 2:8).

A EVANGELIZAÇÃO - O IDE, como ordem missionária, deve ser cumprida com firmeza e diligência no SENHOR, na primordial potencialização do Espírito Santo. (Mt 10:6-8, 28:19, Mc 16:15)

O ESPÍRITO SANTO E A SANTIFICAÇÃO - A atuação indispensável do Espírito Santo na regeneração, santificação e capacitação dos crentes para o testemunho eficaz; a operação dos dons do Espírito Santo visando ao aprimoramento e edificação da Igreja, os quais se manifestam segundo determinação do Senhor da Igreja, Jesus Cristo.
(I Cor 12:4-11 14:22 Pv 29:18)

A IGREJA - A Igreja visível de Cristo é uma congregação de crentes batizados e unidos uns aos outros na fé e na comunhão do Evangelho, que observam os mandamentos de Cristo e são governados por suas leis, exercendo os dons concedidos pelo Espírito Santo.

A CURA DIVINA - A cura divina e os milagres são para nossos dias também, como partes integrantes da obra expiatória de Cristo
(Is 53:4-5; Mt 8:16-17; I Pe 2;24)
.
O BATISMO NAS ÁGUAS - Recebemos o batismo nas águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, como uma ordenança do Senhor Jesus àqueles que nEle crêem e como uma forma de confissão pública da fé e arrependimento de pecados, sem que o mesmo possua poderes de salvação (Mt 28:19 ; Rm 10:9).

OS DÍZIMOS E OFERTAS - Os dízimos e as ofertas são as formas de contribuição mais lógicas e coerentes com os ensinamentos do Novo Testamento para a manutenção da Igreja e do templo
(Mal 3:10; Mt 23:23; 2 Co 9:7).

A SEGUNDA VINDA DE CRISTO - Cristo voltará ao mundo de uma forma invisível, para arrebatar Sua Igreja da Terra, operando a ressurreição dos que dormem no Senhor e a transformação, em corpos glorificados, dos que estiverem vivos; depois, de forma visível, na Batalha do Armagedom, para guerrear contra Satanás e lançá-lo em cativeiro por mil anos, estabelecendo, em seguida, um reino terreal, pelo mesmo período de tempo, onde os salvos com Ele reinarão (I Ts 4:13-18; Ap 19:11-21; 20:1-6).

O TRIBUNAL DE CRISTO - Depois do arrebatamento da Igreja, os salvos receberão nos céus galardões em conformidade com o trabalho de cada um no Reino de Deus estabelecido no novo céu e na nova terra.
(Rm 14:7-12; I Co 3:8-15; II Co 5:10).

A CONDENAÇÃO DOS ÍMPIOS - No final do período milenar, todos os incrédulos de todos os tempos ressuscitarão para serem julgados e condenados por Deus segundo as obras praticadas
(Ap 20:11-15; 21:8; 22:14-15).

A ETERNIDADE - A eternidade é o destino final para todos os homens e será dividida em duas formas distintas: uma de gozo e paz para todos os que forem salvos pelo Cordeiro de Deus; outra de tormentos, dor e espanto para todos os incrédulos de todos os tempos (Ap 22:1-5; Mt 24:51)